Augusto Boal

O Instituto Augusto Boal

O Instituto Augusto Boal foi fundado em 2010 com o objetivo de divulgar e dar continuidade à obra do dramaturgo brasileiro, conhecido como criador do “Teatro do Oprimido”. Uma das principais atividades da entidade consiste em preservar, organizar e digitalizar o acervo de documentos produzidos e conservados por Boal durante sua vida. São textos, correspondências, fotografias, recortes de jornais, registros de montagens teatrais e oficinas realizadas em diversos países, além de fitas de áudio e vídeo cuja catalogação e digitalização têm como propósito colocar o acervo à disposição de pesquisadores e demais pessoas interessadas em questões relativas a teatro e sociedade. O Instituto Augusto Boal tem ainda como objetivo estimular a publicação de textos teóricos assim como de textos inéditos de Boal e possibilitar a montagem dos seus textos dramáticos.

  • 2018

    Intercâmbio entre os movimentos sociais La Dignidade e Movimento Sem Teto da Bahia

    Março a Maio – La Dignidade (Buenos Aires, Argentina) e Movimento Sem Teto da Bahia (Salvador, BA)

    Projeto coordenado por Julian Boal,  na primeira etapa , na Bahia, visitação e reconhecimento das atividades territoriais dos movimentos envolvidos em seus bairros e suas estruturas.

    A segunda etapa em Buenos Aires ,intercâmbio teatral mediado por Julian Boal inspirado nas técnicas do Teatro do Oprimido para expor as contradições internas de cada movimento e ter um compreensão  mais ampla sobre os problemas internos de cada grupo participante.

  • 2018

    Seminário “Teatro latino-americano” – Teatro Poeira

    Maio – Teatro Poeira – Rio de Janeiro (RJ)

    Seminário de teatro ministrado por Cecilia Boal

  • 2018

    Encontro com a arte engajada latino-americana

    28 de abril – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) – Rio de Janeiro, RJ

    Evento organizado em parceria com o projeto “Artes Cênicas em extensão” que consistiu em debates mediados por Cecilia Boal; encenação da peça de Osvaldo Dragun: Panchito Gonzalez pela Cia de Atores da Fábrica; leitura das peças: Revolução na América do Sul, de Augusto Boal e Ala de Criados de Maurício Kartun.

  • 2018

    Augusto Boal e a Feira Paulista de Opinião

    16 de março – Celia Helena Centro de Artes e Educação, São Paulo, SP

    Conversa com Cecilia Boal, Manoel Candeias e Lígia Cortez

    Exibição do filme “Augusto Boal” de direção de Fabian Boal e Libero Saporetti

    Leitura dramatizada da peça “Verde que te quero verde” de Plínio Marcos

  • 2018

    Do Baú de Boal: Peça para caminhão

    10 de março – Teatro de Conteiner – São Paulo, SP

    Leitura dramatizada da “Peça para caminhão” encontrada no Acervo Augusto Boal e de autoria atribuída a Glauber Rocha

  • 2018

    Leituras de cartas do Boal – MIRA

    Fevereiro – MIRA, Casa de Artes Performativas – Porto (Portugal)

    Leitura de cartas de Boal em colaboração com estudantes da ESMAE e conversa com Cecilia Boal como parte da programação extra da exposição “Meus Caros Amigos, Cartas do Exílio

  • 2018

    Exposição Meus Caros Amigos – MIRA

    15 de Janeiro – 03 de Março – MIRA, Casa de Artes Performativas – Porto (Portugal)

    Adaptação da exposição de curadoria de Eucanaã Ferraz, de correspondências e documentos que Augusto Boal trocou com a família e importantes nomes da cultura portuguesa durante seu exílio.

  • 2017

    Ala de Criados

    15 de Setembro – 15 de outubro – Sesc Bom Retiro – São Paulo (Brasil)

    A peça escrita por Mauricio Kartun, importante dramaturgo argentino com a direção de Marco Antônio Rodrigues. Tradução Cecilia Boal. O evento contou também com um workshop do dramaturgo Mauricio Kartun, palestra de Cecilia Boal sobre teatro latino americano e leitura do texto “O galo” de Victor Zavalla Cataño, dramaturgo peruano, pelo  elenco  do filme “Era o Hotel Cambrige”, de Eliane Caffé.

  • 2017

    Seminário Artes e Resistências

    19 de Junho de 2017 – CES (Centro de Estudos Sociais), Universidade de Coimbra – Coimbra (Portugal)

    No âmbito das actividades da linha de investigação ‘Epistemologias do Sul’, Artes e as Resistências’ é um seminário que, em modo de Roda de Conversa, quer ser um exercício prático de ‘ecologia dos saberes’. Trata-se de pensar, com o corpo todo, sobre as linguagens e as criações artísticas enquanto modos de resistência política e social; mas trata-se também de trazer para o diálogo diferentes experiências de resistências e colocá-las em diálogo.

    Com a presença de Julian Boal e Cecília Boal (Diretores do Instituto Augusto Boal no Rio de Janeiro), Sérgio de Carvalho (Professor da USP e Director de Teatro Político ‘Companhia do Latão’) e Geo Britto (Director do Teatro do Oprimido do Rio de Janeiro) cruzaremos técnicas do Teatro do Oprimido – TO com narrativas e outros modos de pensar as resistências.

  • 2017

    Óprima – Encontro de Teatro do Oprimido e ativismo

    14-18 de Junho de 2017 | Academia Contempoânea do Espetáculo no Porto | Porto (Portugal)

    Encontro com a colaboração do Instituto Augusto Boal, que pretende aproximar e formar ativistas com ferramentas do Teatro do Oprimido. Participação de Cecília Boal com oficina de Teatro Jornal, Julian Boal e Sérgio de Carvalho com oficina de Dramaturgia dialética.

  • 2017

    Conversas sobre Boal – Museu do Aljube

    Junho de 2017 | Museu do Aljube | Lisboa (Portugal)

    Conversa com Cecilia Boal, Maria do Céu Guerra, Sérgio de Carvalho e José Soeiro no Museu do Aljube como parte da programação extra da exposição “Meus Caros Amigos”

  • 2017

    Exposição Meus Caros Amigos – Museu do Aljube

    Abril de 2017 | Museu do Aljube | Lisboa (Portugal)

    Exposição de curadoria de Eucanaã Ferraz, de correspondências e documentos que Augusto Boal trocou com a família e importantes nomes da cultura brasileira durante seu exílio.

  • 2017

    Exposição Meus Caros Amigos – Sesc Vila Mariana

    16 de Março de 2017 | Sesc Vila Mariana | São Paulo

    Exposição de curadoria de Eucanaã Ferraz, de correspondências e documentos que Augusto Boal trocou com a família e importantes nomes da cultura brasileira durante seu exílio.

  • 2017

    Panchito Gonzalez na Casa Rio

    Abril de 2017 | Casa Rio | Rio de Janeiro

    Cia. Atores da Fábrica encenam a peça de Osvaldo Dragun, “Panchito Gonzalez, com a direção de Wellington Fargner e a participação do economista Luiz Mario Behnken.

  • 2016

    Exposição Augusto Boal com apresentação de Sonho Americano

    Outubro de 2016 | Biblioteca Parque Estadual | Rio de Janeiro

    Exposição Augusto Boal, panorama sobre vida e obra do autor, diretor, dramaturgo e escritor Augusto Boal (1931-2009).  Primeira mostra multimídia a perfilar a trajetória deste carioca da Penha que revolucionou, dentro e fora do Brasil, o teatro no século XX.

    O evento conta com a presença de Cecilia Boal para Conversa de Galeria sobre a exposição, vida e obra de Augusto Boal e com apresentação do espetáculo Sueño Americano da companhia chilena Los Robinson. Sueño Americano é uma versão livre de “A Vida é um Sonho”, de Calderón de la Barca, em tom de tragédia contemporânea, tingido de humor negro, onde o protagonista vive um pesadelo e passa de um sonho para outro.

  • 2016

    Exposição Meus Caros Amigos – IMS

    Agosto de 2016 | Instituto Moreira Salles | Rio de Janeiro

    Exposição de curadoria de Eucanaã Ferraz, de correspondências e documentos que Augusto Boal trocou com a família e importantes nomes da cultura brasileira durante seu exílio.

  • 2015

    Ala de Criados, leitura dramatizada

    Dezembro de 2015 | Consulado Geral da República Argentina | Rio de Janeiro

    Apresentação da peça “Ala de Criados” do dramaturgo argentino Mauricio Kartun com direção de Fernando Philbert.

  • 2015

    Exposição “Arena conta… Teatro e resistência no Brasil (1965 – 1970)”

    Novembro de 2015 | Sesc Tijuca | Rio de Janeiro

    Exposição sobre a história do Teatro de Arena, um dos mais importantes grupos teatrais brasileiros, marcado pela militância e engajamento artístico e político de nomes como Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal. Esta exposição é realizada em parceria com o Sesc Nacional e deve seguir em  itinerância por pelo menos 5 anos pelos Sescs de todo o Brasil.

  • 2015

    Exposição Augusto Boal no Fórum de Ciência e Cultura UFRJ

    Abril de 2015 | UFRJ | Rio de Janeiro

    A exposição que apresenta fotos, cartazes, programas e livros além de vários documentários sobre a obra do dramaturgo. Conta com visitas comentadas por monitores e por Cecilia Boal para grupos de estudantes do ensino médio e do segundo grau, além de um pequeno ciclo de palestras sobre a relação de Augusto Boal com o teatro, a música e a política.

  • 2015

    Exposição Augusto Boal no Centro de Artes Maré

    Novembro de 2015 | Centro de Artes da Maré | Rio de Janeiro

    Panorama sobre vida e obra do autor, diretor, dramaturgo e escritor Augusto Boal (1931-2009), envolvendo seis décadas de história, política e artes cênicas, da ditadura ao processo de redemocratização do país. Na abertura da exposição, aconteceu a leitura da peça “Murro em ponta de faca”.

  • 2015

    Projeto Augusto Boal

    Janeiro de 2015 | CCBB | Rio de Janeiro

    Retrospectiva sobre a vida e a obra do dramaturgo carioca. Com exposição de curadoria de Helio Eischbauer, peça “Os que ficam”, encenada pela Cia. do Latão e dirigida por Sérgio de Carvalho, show “Cancioneiro de Boal” com Juçara Marçal, oficina “A arte do curinga” com Julian Boal e a série Leituras abertas “A dramaturgia de Augusto Boal” com Aderbal Freire Filho lendo “Jose do parto a sepultura”, Bruce Golemski lendo “Mulheres de Atenas” e o grupo Ói nois aqui traveiz lendo “Arena conta Bolívar”.

  • 2014

    Dramaturgia Poéticas Políticas

    Setembro de 2014 | Biblioteca Parque Estadual | Rio de Janeiro

    Durante quatro sábados, o auditório Darcy Ribeiro recebe grandes nomes do teatro nacional. O projeto, proposto pelo Instituto Augusto Boal, incentiva a aproximação das pessoas com a dramaturgia. No dia 27 de setembro o convidado é Lauro César Muniz, roteirista e dramaturgo, que vai apresentar o tema “Teatro e TV e os comunistas do Dr. Roberto”. Dia 11 de outubro a palestra é comandada por Aimar Labaki, dramaturgo, diretor, roteirista e tradutor. Para fechar o ciclo de palestras, dia 29 de novembro, o convidado é o dramaturgo Aderbal Freire Filho.

  • 2014

    O grande acordo internacional do Tio Patinhas

    Agosto de 2014 | Biblioteca Parque Estadual | Rio de Janeiro

    O Teatro Alcione Araújo, no Centro, promove três apresentações gratuitas da peça “O Grande Acordo Internacional do Tio Patinhas”, obra escrita pelo dramaturgo Augusto Boal no final dos anos 60, durante seu exílio na Argentina. O espetáculo será encenado pelo grupo portenho Machado.

  • 2014

    Seminário de Dramaturgia Biblioteca Parque Estadual

    Agosto de 2014 | Biblioteca Parque Estadual | Rio de Janeiro

    Seminário coordenado por Sérgio de Carvalho, diretor da Companhia do Latão.

  • 2014

    Crônicas de Nuestra America

    Agosto de 2014 | Oi Futuro Flamengo | Rio de Janeiro

    Crônicas de Nuestra América, espetáculo criado a partir da adaptação do livro de Augusto Boal.

  • 2014

    Ocupa DOPS

    Abril de 2014 | DOPS | Rio de Janeiro

    Instituto Augusto Boal participa do movimento OCUPA DOPS – Campanha Pela Transformação do Prédio do ex-DOPS/RJ em Espaço de Memóri a da Resistência pela transformação do prédio do antigo DOPS/RJ em um espaço de memória da resistência. O nova edição do livro “Hamlet e o filho do padeiro”foi lançada no evento, além da leitura de peças como “O grande acordo internacional do Tio Patinhas”.

  • 2014

    Clube Augusto Boal de Leitura e Escrita

    Março de 2014 | Arena Carioca Dicró | Rio de Janeiro

    Evento em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, Observatório de Favelas e Faculdade de Letras da UFRJ. Inspirado nos Seminários de Dramaturgia, o clube de leitura promove encontro entre os amantes de leitura e aqueles que querem mostrar seus próprios textos.

  • 2013

    Para além da literatura: artes, teorias e culturas

    Dezembro de 2013 | Museu de Arte do Rio | Rio de Janeiro

    Participação do Instituto Augusto Boal no X Simpósio da Pós-Graduação em Ciência da Literatura da UFRJ.

  • 2013

    Encontro Latino-Americano de Teatro

    Novembro de 2013 | Livraria da Travessa | Rio de Janeiro

    Instituto Augusto Boal organiza lançamento da reedição do livro “Teatro do Oprimido”.

  • 2013

    Encontro Latino-Americano de Teatro

    Outubro de 2013 | Faculdade de Letras/ UFRJ | Rio de Janeiro

    Idealizado pelo Instituto Augusto Boal, o primeiro Encontro Latino- Americano de Teatro foi realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Entre os dias 14 e 18 de outubro e encontro levou a faculdade de letras oficinas, leituras dramatizadas, filmes e meses de discussão acerca do panorama teatral dos países latinos.

  • 2013

    Dia Internacional do Direito a Verdade

    24 de março de 2013 | Praça São Salvador | Rio de Janeiro

    O Coletivo Memória, Verdade e Justiça em parceria com o Instituto Augusto Boal promove ato público.

  • 2012

    Pompeia Conta Boal

    SESC Pompéia | São Paulo

    Série de eventos com curadoria de Cecilia Boal e Sérgio de Carvalho, patrocinada pelo Sesc Pompeia, que incluiu mesas redondas, debates, espetáculos, filmes, shows e leituras dramatizadas. Participações de Nelson Xavier, Milton Gonçalves, Lima Duarte, Zezé Motta, Tom Zé, Zelito Vianna, Benedito Ruy Barbosa, Lauro Cesar Muniz e outros.

  • 2012

    Conexões entre campo e cidade 2

    Universidade de Brasília | Brasília

    Seminário promovido pela Universidade de Brasília, com o apoio do Instituto Augusto Boal. Nesta edição, o “Conexões 2” discutiu com professores, estudantes e movimentos sociais os desafios para os movimentos sociais do campo e da cidade diante das mudanças político-culturais que o Brasil enfrenta.

  • 2012

    Zumbi

    Agosto de 2012 | CCBB | Rio de Janeiro

    Encenação de João das Neves para o texto de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri Arena conta Zumbi. Ciclo de debates sobre racismo e escravidão com nomes como Marcus Faustini e Ronaldo Santos.

    A peça seguiu em turnê:

    • Novembro de 2012 | Teatro SESC Pompéia, São Paulo

    • Dezembro de 2012 | Galpão Funarte, Belo Horizonte

    • 2013 | Caixa Cultural, Brasília

    • Junho de 2013 | Caixa Cultural, São Paulo

    • Novembro de 2013 | Caixa Cultural, São Paulo

    • Janeiro de 2014 | Caixa Cultural, Curitiba

    • Novembro de 2014 | Sesc Campo Limpo, São Paulo

    • Setembro de 2015 | Sesc Palladium, Belo Horizonte

  • 2012

    Ocupação Boal

    Março de 2012 | CIM | Centro de Interuniversitário de Memória e documentação | Rio de Janeiro
  • 2011

    Homenagem 80 anos de Augusto Boal

    Março de 2011 | Oi Futuro Flamengo | Rio de Janeiro

    Participações de Fernanda Montenegro, Walter Salles, Cia. do Latão, Celso Frateschi e outros.

  • Desde 2010

    Curadoria e manutenção do Acervo Augusto Boal